Entender o porquê acontece a disfunção eréctil (DE) algumas vezes não é tarefa fácil. Requer muito conhecimento médico para que seja indicado o tratamento eficaz.

Casal sem disfunção eréctil

Geralmente, os problemas orgânicos são bem conhecidos do urologista e em muitos aspectos seu conhecimento pode resolver em grande parte a questão. Contudo, pode não ser o suficiente. Outros profissionais clínicos, como cardiologistas e endocrinologistas podem sem solicitados para resolução adequada de um caso complexo. Entretanto, em muitos casos, o psicólogo pode ser o mais importante para a sua solução definitiva da disfunção sexual.

Importância do psicólogo

Realmente é muito importante a atuação do psicólogo com formação específica em sexualidade para atuar junto ao urologista para resolver a disfunção sexual de um paciente. Cada caso é um caso, podem ser até parecidos, mas ao mergulhar nas suas causas, elas podem ser bem diferentes em suas causas. Muitos tratamentos de origem psíquica são administrados diante do correto diagnóstico.

Por vezes, o paciente não apresenta nenhuma anormalidade orgânica que possa ser evidenciada pelo exame físico e/ou exames laboratoriais. Nestes casos específicos, a avaliação do psicólogo é fundamental e o primeiro passo para que se possa identificar as razões que estão relacionadas com a disfunção sexual. Outras vezes, muitos fatores estão associados para o aparecimento da disfunção sexual.

Ela pode acometer pessoas de diferentes idades, desde o adolescente até pacientes com mais idade que podem iniciá-la do nada. Às vezes, a causa pode estar ligada a infância dos pacientes. Traumas psicológicos podem ser carregados por toda uma vida. Em outros casos, basta uma falha durante uma relação sexual, que é absolutamente normal a qualquer pessoa, para deflagrar o início do distúrbio erétil. O estresse desta falha pode ser permanente. Portanto, a insegurança para manutenção da ereção durante o coito pode ser o estopim da perda da ereção recorrente.

Ninguém mantem uma ereção se houver liberação de adrenalina, e aí o aspecto psicológico pode ser a causa primordial da disfunção.

Na verdade, a saúde do homem tem muitas incógnitas, que vez por outra desafiam nossos conhecimentos. Entender todos aspectos relacionados é realmente complexo, mas pode ser a chave para a solução do problema.

Doenças sistêmicas

Doenças sistêmicas como o diabetes mellitus e a hipertensão arterial são os maiores causadores da doença. O seu tratamento pode restabelecer a função eréctil, mas estes pacientes tem que manter sua saúde bem para sempre. Por outra perspectiva, uma gama de remédios podem gerar o início da disfunção eréctil. É muito importante entender quais remédios podem estar relacionados com a piora da disfunção peniana. Remédios aparente inofensivos podem causar um estrago enorme. Além disso, a realização de exercícios físicos e a alimentação adequada, as vezes com perda de peso, são pilares importantes para restabelecer a ereção peniana. Por vezes, o estresse diário e sobrecarga e metas excessivas no trabalho podem estar exacerbando a disfunção eréctil. Assim sendo, o lazer é necessário para se viver bem, pode revigorar a energia.

Atualmente remédios podem exercer papel importante para melhorar a qualidade da ereção e seu uso diário pode ser indicado para reaver a função do corpo cavernoso peniano, pois sem sangue não há ereção plena. Estes remédios podem ajudar sobremaneira o paciente a reconquistar a confiança que pode estar absolutamente abalada. Saber quando indicá-los pode fazer a diferença no início do tratamento.

O combate a dislipidemia e a hiperglicemia são necessários para a melhora da função sexual. O exercício físico tem papel fundamental e inclusive melhora em até 15% a produção diária da testosterona. O sono em tempo adequado é reparador para o vigor sexual. O sono interrompido pode ser muito prejudicial, principalmente para aqueles que tenham dificuldade para conciliar o sono de novo. Não se esqueça que produzimos mais testosterona durante a madrugada e por esta razão quando dormimos bem, acordamos dispostos. Quem assim não está, deve obrigatoriamente procurar ajuda médica.

Fatores orgânicos relacionados a DE

A disfunção erétil está relacionada à pilares fisiológicos bem conhecidos:

Atualmente, muitos homens pensam que ter níveis de testosterona acima da normalidade é ótimo para uma vida saudável e ereções espetaculares. Isso está acorrendo pelos apelos que são veiculados pela mídia na forma do ter o bem-estar e pelo culto a beleza. Ledo engano e quantos homens não são enganados por uma panaceia de remédios que vão gerar mais doenças e que muitas vezes podem fatais. Quem usa hormônios acima do aceitável para sua idade e constituição física pode estar abrindo um buraco sob seus pés.

Importância dos hormônios

A testosterona em níveis supra fisiológicos causa piora importantíssima da dislipidemia, por gerar aumento do colesterol, triglicerídeos e da glicemia. Estes são substâncias que vão obstruir seus vasos penianos. Você vai ficar com músculos fortes, mas com coração fraco. Isso leva a obstrução das artérias penianas, das coronárias e das artérias cerebrais. Além destas, de outras importantes artérias do organismo. Portanto, você pode sofrer de súbito um acidente vascular cerebral e/ou infarto agudo do miocárdio. Muitos dos seus adeptos morrem jovens e com disfunção eréctil. Você vai ficar fortinho e com disfunção eréctil. Sendo assim, muito cuidado com a reposição hormonal de testosterona para que não precisa. Ela vai atrofiar seus testículos e você vai precisar realizar reposição de testosterona por toda sua vida.

Deve-se manter os hormônios entre níveis sanguíneos seguros e, portanto, nem abaixo e nem acima. Nos extremos são sempre prejudiciais a normalidade do bom funcionamento do nosso organismo.

Por todos estes aspectos que podem ocorrer conjugados, muitos aspectos do tratamento são da alçada do psicólogo, e por vezes, é muito necessário e decisivo para consolidar a cura da disfunção sexual. Sem o saber deste profissional fica muito difícil ajudar adequadamente o paciente. A solução dos problemas tem muitas vertentes que somente um psicólogo com plena formação específica da saúde sexual pode solucionar. Portanto, não é um psicólogo com formação geral que consegue resolver. A questão pode estar relacionada com o desenvolvimento do paciente e inclusive estar ligado à sua infância e adolescência.

Traumas psicológicos

Os traumas podem ser extremamente variados e sem que se consiga resolvê-los fica impossível se normalizar a qualidade da ereção. Às vezes, basta uma falha erétil durante uma relação sexual para propagar a piora em relações sexuais subsequentes. Por isso, um profissional experiente pode mostrar o problema ao paciente para que ele volte a ter confiança, uma vez que se comprove a ausência de problema orgânico.

Assim sendo, este problema é complexo e exige que profissionais experientes possam atuar para restabelecer a normalidade funcional da sexualidade. Problemas que parecem ser insignificantes e se não corrigidos podem ser exacerbados para provocarem profundos efeitos negativos. Portanto, entender a causa é o primeiro passo para a solução final.

Atualmente, vejo no meio dia-a-dia o quanto um profissional bem formado e com uma visão específica pode ajudar na solução de um problema tão complexo como a sexualidade e que pode inclusive mudar o destino físico e mental do nosso paciente. Assim, estes pacientes podem se tornarem inseguros em vários aspectos das suas vidas e perdem a alegria de viver.

Avaliação psicológica

 Assim sendo, recomendo sempre após afastar as causas orgânicas que meu paciente realize uma avaliação com um psicólogo com formação específica acerca da disfunção sexual, seja ela relacionada a ereção peniana e seus distúrbios, até na esfera psíquica.

Algumas vezes, estes profissionais ainda têm que solicitar auxílio de um psiquiatra. Eles discutem o caso para atingir o equilíbrio cerebral. Portanto, entendam o quanto é complexa a questão. Contudo, o primeiro passo é o diagnóstico realizado pelo psicólogo para que aquele paciente possa resolver em definitivo seu problema, que o afeta tão profundamente. Uma vez resolvido, a sua vida muda completamente quando as amarras são desfeitas. Uma nova vida começa…

Contudo, caso você queira saber mais sobre esta e outras doenças do trato gênito-urinário acesse a nossa área de conteúdo para pacientes para entender e ganhar conhecimentos. São mais de 148 artigos sobre diversos assuntos urológicos disponíveis para sua leitura. A cultura sempre faz a diferença. Você vai se surpreender!

Não deixe de consultar seu urologista. Caso queira agendar uma consulta com Dr. Francisco Fonseca, clique no botão agende sua consulta.

Referência

mhttps://uroweb.org/guideline/male-sexual-dysfunction/

http://www.auanet.org/guidelines/erectile-dysfunction-aua-guideline-(2018)